A Capoeira Angola é uma arte que envolve luta, dança, canto, percussão, esporte, teatralidade e jogo. Sua prática oferece novas perspectivas por meio de recursos como expressão corporal, ritmo, equilíbrio, improvisação e força, revelando a naturalidade de cada capoeirista.

Conhecida como a capoeira-mãe, a Capoeira Angola se caracteriza por tentar preservar a integridade de sua prática. Por isso, praticar Capoeira Angola implica aprender a parte de movimentos, canto, percussão e interculturalidade.

Grupo de Capoeira Filhos de Angola (GCFA) Valência

Fazemos parte do GCFA, fundado em Salvador da Bahia em 1984 por Mestre Laércio e Mestre Roberval. Em Valência, o capoeirista responsável pelos treinos é o Mestre Daniel Arroz, com a colaboração do Mestre Gato Preto (GCFA Salvador) e da equipe de treinéis: Rai, Rosa, Maria, Pablo, Javi y Massimo, sempre sob a orientação do Mestre Laércio. Somos uma associação cultural que, por meio da livre associação, realiza atividades na comunidade, como apresentações de capoeira, oficinas para crianças e mostras de instrumentos.

Roda de Capoeira Angola

A roda é a materialização da Capoeira Angola. Consiste em um círculo formado pelos capoeiristas e uma bateria de oito instrumentos de percussão. Na roda se canta, toca, e dois capoeiristas jogam capoeira dentro do círculo.
Formato do Treino

O ensino da Capoeira Angola respeita a tradição oral presente desde suas origens na relação professor-aluno. Nesse sentido, a estrutura do treino é bem flexível, isto é, as séries de movimentos podem ser diferentes dependendo dos objetivos específicos a serem alcançados.

 

Principais momentos de um treino de Capoeira Angola:

Aquecimento: o treino começa com a repetição de movimentos ou com expressão corporal ao ritmo do samba.
Movimentos: os movimentos são trabalhados como se a Capoeira Angola fosse um idioma, e cada movimento uma palavra. Com as sequências de movimentos se criam frases que formam o diálogo entre os capoeiristas. Os movimentos são trabalhados individualmente, em dupla ou em grupos.
Alongamentos: fazemos alongamentos específicos para otimizar a execução do movimentos, às vezes utilizando o próprio desenho destes.
Jogo: os capoeiristas treinam o jogo, não é uma roda propriamente dita, mas uma preparação para a roda, como uma aula de conversação. 

Aula de ritmo: os capoeiristas aprendem a tocar os instrumentos que compõem a bateria da Capoeira Angola e a cantar suas cantigas. Estes são os elementos mais importantes desde um ponto de vista sociocultural, já que cada toque e cada cantiga tem um significado dentro da prática da Capoeira Angola. 

Aula de ritmo e roda: a roda é a expressão máxima da capoeira, tem um caráter sociocultural muito importante, não é um treino normal. A participação na roda é fundamental para todos que treinam no grupo.

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información

ACEPTAR
Aviso de cookies